13 de maio de 2007

'Discoteca MTV' reacende polêmica de 'Usuário'

Resenha de programa de TV
Título: Discoteca MTV - Usuário (Planet Hemp, 1995)
Exibição: MTV
Data: 11 de maio de 2007
Cotação: * * *

Quarto dos 12 programas da série Discoteca MTV, o bom episódio sobre o álbum Usuário reacendeu a discussão sobre um dos CDs mais polêmicos do pop nacional. “Nossa maneira de dar um tapa na cara do sistema foi falar de maconha”, resumiu Marcelo D2. “A gente botou nossa cara a tapa por crer na legalização”, emendou o rapper B Negão. “Foi legal os caras baterem de frente na questão da legalização, que ainda continua relevante”, avalizou Alexandre, integrante do grupo de reggae Natiruts, num depoimento sucinto.

Editado em 1995, Usuário projetou o grupo carioca Planet Hemp na cena pop nacional. Foi um álbum conceitual sobre a maconha, gravado de forma crua. “Fomos produtores sem ter idéia de como era produzir um disco”, admite o guitarrista Rafael. “Temos outros discos mais bem produzidos, mas Usuário é especial pela história que ele tem”, contextualizou D2, ressaltando a beleza do som cru.

A história começou em 1994, no Festival Super Demo, organizado pela ativista cultural Elza Cohen. Aliás, todos os músicos do Planet Hemp creditam ao festival a abertura de portas no mercado. Mas a tal história esbarrou no conservadorismo das autoridades sobre o tema. Diretora do clipe de Legalize Já, Márcia Leite lembrou que a exibição do vídeo foi liberada somente para depois das 23h. Já B Negão ressaltou a dificuldade de apresentar Não Compre, Plante nos shows. “Se tocasse essa, a gente ia preso”, recorda. Doze anos depois, a questão levantada por Usuário ainda está (bem) acesa.

2 Comments:

Anonymous Júlio said...

a questão pode ser relevante, mas o som...

13 de maio de 2007 17:49  
Blogger elza cohen said...

Classico, classico por vários motivos.
http://www.fotolog.com/elzzacohen/

15 de maio de 2007 01:35  

Postar um comentário

<< Home